MULHERES PERFEITAS !!!


          Com base no exemplo apresentado abaixo, gostariamos qeu vocês comentassem a respeito deste assunto, já que identificamos outras leis no texto e relacionamos-o também com o capitulo 7 de segmentação de mercado. 

Escrito por Mulheres perfeitas às 14h05
[   ] [ envie esta mensagem ]




            Na última terça-feira, dia 02 de maio de 2006, foi divulgada na imprensa a compra do Bank Boston pelo Banco itaú, conforme reportagem mostrada abaixo do Jornal da Globo:

            O segundo maior banco privado do Brasil, o Itaú, comprou hoje o Bank Boston, especializado em clientes de alta renda. A compra coloca o Itaú mais perto do líder Bradesco.

O Itaú, o segundo maior banco privado do país, comprou hoje por R$ 4,5 bilhões o Bank Boston no Brasil. Mas não vai gastar nem um centavo nesta operação: o negócio vai ser pago com a emissão de novas ações do banco brasileiro. Com isso, o Bank of America, segundo maior banco dos Estados Unidos, dono do Bank Boston, vai passar a ser dono de 5,8% do itaú.

O mercado já tinha como certa a operação, mas o anúncio da compra, que não tira dinheiro do caixa, fez os papéis do Itaú subir 4,94%. O negócio coloca o Itaú mais perto do maior banco privado do país, o Bradesco, mas ainda não lhe dá a sonhada liderança.

O Bradesco tem R$ 208 bilhões em ativos, como títulos públicos e empréstimos. O Itaú, já com os ativos do Boston, chega a R$ 174 bilhões.

“O Bank Boston representa, em termos de ativos, empréstimos e depósitos, um aumento da ordem de 20% daquilo q o Itaú é hoje. Portanto, é um aumento expressivo nos negócios de banco comercial”, disse o presidente do Itaú, Roberto Setúbal.

Mas os analistas de mercado ouvidos pelo Jornal da Globo não vêem o negócio de hoje como um ataque do Itaú para chegar à liderança, Mas como uma estratégia defensiva para evitar que o líder Bradesco se distanciasse no ranking.

Parte da clientela do Itaú e do Bank Boston é parecida, especialmente os clientes corporativos e pessoas físicas de alta renda, justamente o mercado em que o Bradesco não está tão presente e por onde poderia crescer.

“O que significa a aquisição de outro banco, é você ganhar escala, ou seja, com a mesma estrutura de custo – ou aumentando um pouco mais a estrutura de custo – , você consegue ter uma receita de serviços e uma receita de operações de crédito maior. Ou seja, é você ganhar escala”, explica Erivel Rodrigues, presidente da Austin Rating.

          As empresas bem-sucedidas devem entender verdadeiramente os mercados a que servem, e combinar o seu composto de marketing com as necessidades do mercado, em um processo chamado marketing direcionado.No caso citado acima, podemos verificar o Banco Itaú fez uma análise da segmentação do mercado. Também podemos co-relacionar o texto com uma das  22 leis do marketing, a Lei do Oposto. Nesta Lei o marketing é uma batalha pela legitimidade, a primeira marca que conqista consegue  retratar os concorrentes comoaspirantes ilegítimos.Se você desistir de focalizar o número 1, sua empresa estará vulnerávelnão apenas para o líder, mas para toda a categoria.

         X                 

  



Escrito por Mulheres perfeitas às 00h16
[   ] [ envie esta mensagem ]




As 9 leis vencedoras do marketing

Nas últimas nove semanas, a Desafio 21 publicou as Leis Vencedoras do Marketing, resumidas pelo guru norte americano do marketing contemporâneo Al Ries no seu imperdível livro, escrito em parceria com Jack Trout, "As 22 Consagradas Leis do Marketing" (publicado no Brasil pela Makron Books). São princípios estratégicos que mostram como conquistar mercados e manter-se competitivo no exigente mundo dos negócios da atualidade. Em resumo, as Nove Leis Vencedoras do Marketing são:

1 - Liderança: "É melhor ser o primeiro do que ser o melhor".

2 - Categoria: "Se não puder ser o primeiro em uma categoria, estabeleça uma nova categoria em que seja o primeiro".

3 - Mente: "É melhor ser o primeira na mente do cliente que o primeiro no mercado".

4 - Percepção: "O Marketing não é uma batalha de produtos, é uma batalha de percepção".

5 - Foco: "Em Marketing, o mais poderoso conceito é representar uma palavra na mente".

6 - Dualidade: "Com o passar do tempo, todo mercado transforma-se em uma corrida com dois concorrentes".

7 - Opostos: "A estratégia de quem está almejando o segundo lugar é determinada pelo líder".

8 - Extensão de Linha: "Há uma pressão irresistível para estender o patrimônio líquido da marca" e, com isso, enfraquecê-la.

9 - Sinceridade: "Quando admitimos um negativo, o cliente em perspectiva nos dá um positivo".

  Estas são consideradas novas ferramentas para a estratégia de marketing no mercado altamente competitivo. No entanto,alguns profissionais não utilizam-na interferindo nos resultados da organização. Como os administradores podem interferir e atualizar as estratégias de acordo com as tendências inseridas no mercado?

Escrito por Mulheres perfeitas às 19h46
[   ] [ envie esta mensagem ]




Empresas à frente do seu tempo

Um dos grandes desafios das empresas e organizações, hoje, é conseguir estar à frente do seu tempo, antecipar-se às mudanças do mercado e diferenciar-se da concorrência em um ambiente cada vez mais competitivo. Embora esses princípios sejam praticamente consenso, muitas empresas não conseguem alcançá-los, por um motivo relativamente simples. "Para estarem à frente de seu tempo as organizações precisam, antes de tudo, desvencilhar-se de algumas práticas do passado", analisa a consultora Lília Barbosa da Silva, da JCR & Calado. As mais comuns - e quase sempre fatais - são o paternalismo, a centralização das decisões e informações, o autoritarismo, a manutenção de profissionais inaptos para a função, o imediatismo, e a tomada de decisões e estratégias baseadas no "feeling" do grande mentor do negócio, "o Dono". "Muitas empresas conseguiram crescer, no passado, cultuando esses princípios, mas dificilmente conseguirão manter-se no mercado se não os abandonarem rapidamente", constata.

Mas qual o caminho para superar práticas ainda tão arraigadas na cultura de grande parte das empresas? Para Lília, quem aposta nas mudanças a partir de "soluções" como downsizing ou reengenharia, corre o risco de gastar muita energia para resultados pouco satisfatórios. "O processo de mudança é muito mais profundo", alerta. Apesar de não existir uma receita pronta, alguns passos podem ajudar o empreendedor, executivo, gerente ou funcionário nesse processo.

Para a consultora, a Lição 1 é: ninguém muda a cultura de uma empresa se não procurar mudar também a forma de pensar e agir das pessoas que a compõem. Logo, o primeiro passo é a reeducação, através do treinamento direcionado de acordo com as necessidades de cada membro da organização.

Lição 2: "Não adianta treinar e exigir a criatividade se a maioria dos profissionais passa 90% do seu tempo executando tarefas estressantes", argumenta Lília. O segundo passo, então, é criar um ambiente propício para idéias criativas. Para isso, é fundamental ter processos racionalizados e informatizados. "As pessoas deixarão de ser executoras operacionais para gerirem o processo".

Lição 3: os profissionais precisam acreditar que seus esforços são reconhecidos pela organização e que ambos têm muito a ganhar se estiverem alinhados a um mesmo objetivo. Dessa forma, o terceiro passo é tornar todos na empresa co-participantes dos resultados da organização, através de um programa de remuneração variável justo, atrelado às avaliações de desempenho individual e corporativa.

Para Lília, há ainda uma lição fundamental. "A organização e seus profissionais precisam estar preparados para administrar o que é aparentemente 'inadministrável'. O pulo do gato é conseguir ser o mentor das mudanças na sua área de atuação e, por que não, reinventar o seu setor. Só assim, você estará contribuindo para a sua empresa estar à frente do seu tempo".


Escrito por Mulheres perfeitas às 19h32
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  28/05/2006 a 03/06/2006
  21/05/2006 a 27/05/2006
  14/05/2006 a 20/05/2006
  30/04/2006 a 06/05/2006
  23/04/2006 a 29/04/2006
  26/03/2006 a 01/04/2006
  19/03/2006 a 25/03/2006
  12/03/2006 a 18/03/2006
  05/03/2006 a 11/03/2006
  26/02/2006 a 04/03/2006


Outros sites
  Marketing Empresarial
  Responsabilidade Social
  Revista
  Trailer
  Mensagens
Votação
  Dê uma nota para meu blog